Formação Modular Certificada - presencial

Confecção

Corte Industrial de Peças de Vestuário

 voltar
DATA Prevista
2021-07-03 - 2021-10-09

HORÁRIO
Sessões presencias: Sábado das 9h às 13h

Duração
50h

Centro de formação
Barcelos

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
- Motivação e interesse pela área;
- Data de inscrição.
Todos candidatos a ações de formação no MODATEX passam por processo de orientação e aconselhamento vocacional. Clique em Centro Qualifica no menu Formação/Certificação para mais informações.

Apoios Sociais
Atribuição de Subsídio de Refeição no valor de 4,77€ (nos dias em que o n.º de horas assistidas seja igual ou superior a 3 horas de formação).

Valor e Condições de pagamento
Gratuito

Refª da ação
91B403F04682101

Nota: o MODATEX reserva-se o direito de alterar datas de realização do curso mediante o nº de inscrições.

OBJECTIVOS

A área de corte industrial de peças de vestuário, vem responder a uma necessidade específica das empresas têxteis de entender, proceder, planear, e executar o corte das peças de vestuário nas suas produções.

A ação de Corte Industrial de Peças de Vestuário, tem como objetivo que os formandos desenvolvam competências e todo o know-how na área dos sistemas e tecnologia do corte, a nível industrial.


Resultados de Aprendizagem

- Planear e elaborar o plano do corte.
- Executar corte em equipamentos de corte.
-Identificar o funcionamento de corte.



Destinatários

- Candidatos com interesse na área de corte industrial. preferencialmente ativos do setor têxtil e vestuário.


Metodologias

O curso de Corte Industrial de Peças de Vestuário, tem a duração total de 50 horas distribuídas por 2 UFCD do CNQ sequenciadas entre si, de acordo com o processo de corte industrial de peças de vestuário:

UFCD 1778 – Introdução ao corte
UFCD 1809 – Noções de corte industrial

Com este curso pretende-se que os formandos sejam capazes de entender, planear e executar, todo o processo do corte de peças de vestuário na indústria têxtil.


A ação de formação decorrerá em regime presencial, dada a especificidade técnica.


Avaliação

Os critérios de avaliação são comunicados pelo formador no inicio da formação e específicos para cada ação.

A avaliação de conhecimentos dos formandos é realizada no final de cada Unidade.

A atribuição da categoria Com aproveitamento é feita em função do formando ter atingido uma avaliação quantitativa superior ou igual a 10, ou uma avaliação qualitativa designada "Validado".


Certificação

Para efeitos de conclusão da formação com aproveitamento e posterior certificação, a assiduidade não pode ser inferior a 90% da carga horária total da UFCD/ação, de acordo com o Regulamento do Formando do MODATEX. No que respeita à certificação, será emitido um Certificado de Formação Profissional.



Condições de acesso

Condições específicas de acesso

Elementos: O/a candidato/a deve preencher a Ficha de Inscrição Doc.03.01 e entregar cópia dos seguintes documentos:
- Bilhete de Identidade ou do Cartão de Cidadão
- Cartão de Contribuinte
- Certificado de Habilitações
- Situação face ao emprego (Declaração CE ou empresa)
- Número de Identificação Bancária (caso aplicação de apoios sociais), ou para devolução da inscrição, nos casos em que se aplique.

Condições Cert.: Para efeitos de conclusão da formação com aproveitamento e posterior certificação, a assiduidade não pode ser inferior a 90% da carga horária total (da unidade de formação, quando desenvolvida autonomamente, ou do percurso).

No que respeita à certificação, podem emitir-se, os seguintes documentos:

Certificado de Formação - Emitido quando os formandos concluem com aproveitamento todos os modulos da Acção.

Declaração de Frequência - Emitida a pedido do formando nas situações em que este desiste ou conclui uma acção de formação sem aproveitamento.

Perfil Formador: Os requisitos para o exercício da actividade de formador conforme definido no Decreto Regulamentar n.º 66/94, de 18 de Novembro, alterado pelo Decreto Regulamentar n.º 26/97, de 18 de Junho, são os seguintes:

- Formação científica, técnica, tecnológica e prática, que implica a posse de qualificação de nível igual ou superior ao nível de saída dos formandos nos domínios em que se desenvolve a formação, sendo exigível:
* Habilitação académica adequada acrescida de um ano de experiência profissional, quando se trate de formação técnico-teórica;
* Habilitação académica adequada acrescida de três anos de experiência profissional, quando se trate de formação de práticas profissionais.

- Preparação ou formação pedagógica, certificada nos termos da lei, adaptada ao nível e contexto em que se desenvolve a acção de formação.

- Preparação psicossocial, que envolve, designadamente, o espírito de cooperação e a capacidade de comunicação, relacionamento e adequação às características do público-alvo.

O formador é o elemento responsável pelo desenvolvimento das seguintes actividades:

a)Desenvolver a formação para a qual está habilitado;
b)Conceber e produzir os materiais técnico-pedagógicos e instrumentos de avaliação necessários ao desenvolvimento do processo formativo;
c)Avaliar os formandos;
d)Colaborar com os restantes elementos da equipa técnico-pedagógica na definição das respostas de formação que se revelem mais adequadas às necessidades individuais.


Situação face ao emprego

Empregado ou Desempregado