voltar

14 Oct, 2020

MODATEX brilha no Sangue Novo da Modalisboa

O MODATEX esteve presente em mais uma edição da ModaLisboa e viu três dos seus formandos serem “apurados” para a próxima fase do concurso destinado a novos talentos da moda – Sangue Novo.

Ana Rita de Sousa (ARNDES) Andreia Reimão e Ari Paiva (ARIYAKI) são os três formandos do MODATEX que integram um grupo de cinco finalistas do Sangue Novo que irão subir à passarela da próxima edição da Lisboa Fashion Week, momento em que serão escolhidos os três grandes vencedores da edição deste ano do concurso da ModaLisboa.

Presença regular e assídua neste importante certame, o MODATEX tem visto muitos dos seus formandos mostrarem o seu trabalho e verem o seu talento premiado e reconhecido no Sangue Novo.

A Ana Rita de Sousa (ARNDES) Andreia Reimão e Ari Paiva (ARIYAKI), juntou-se ainda Bruno Feliciano, (FELICIANO), que completa o lote de quatro jovens designers do MODATEX que pisaram a passerelle do Sangue Novo com as suas coleções.

Ana Rita de Sousa, ARNDES (finalista curso Design de Moda MODATEX Porto), deu a conhecer a coleção PLASTIC CASE, onde tudo se inicia com a escolha e respetiva desconstrução de peças de vestua?rio ja? existentes. Este processo permite conceber as variadas silhuetas, formas, volumes, dimenso?es, cores e estilos. Mutar pec?as de vestua?rio cla?ssicas, mantendo sempre a sua funcionalidade e as suas características intri?nsecas, e? o apanágio desta colec?a?o. Da desconstruc?a?o e reconstrução de pec?as de vestuário ja? existentes surgem novas pec?as, com novos materiais, mas mantendo a mesma linguagem, depurada, clinica, envolvente e mutável.

Andreia Reimão (formanda do 2º ano Design de Moda MODATEX Porto) apresentou a coleção BEAUTIFUL GUY inspirada nos homens fotografados por Ken Hermann (“Flower Man”) e Vincent Dolman (Holding Hands). O trabalho da escultora Mrinalini Mukherje e de Diana Scherer são também essenciais para esta coleção. A ideia de contraste é traduzida através da combinação de materiais nobres e outros mais simples, assim como as cores, que nos remetem para um ambiente caloroso, mas sempre fresco. "Beautiful Guy" é sobre algo puro e belo, sobre o contraste do que somos e do que nos rodeia. De uma certa forma, também é romântico e fantasioso.

Ari Paiva, ARIYAKI (finalista curso Design de Moda MODATEX Porto), deu a conhecer a coleção RECONHECIEMNTO DA MUDANÇA. Algo que fascina o jovem designer é o processo de mudança interior individual. No seu imaginário retrata a mesma pessoa a tomar várias formas, como formas marcantes que se vão sobrepondo uma sobre as outras, silhuetas disformes, imperfeitas e oversize, como se fosse um delinear de cada comportamento. As peças mais justas, como tops e bodies, permitem distorcer as silhuetas, sendo possível puxar partes das peças interiores para o exterior através de aberturas. As peças mais justas traduzem as fases mais agoniantes que contratem a silhueta, enquanto as oversize transmitem a sua evolução. A paleta cromática de branco e tons mais queimados traduz uma parte conceptual da narrativa da coleção como a memória durante cada mudança.

Bruno Feliciano, FELICIANO (formando do curso Design de Moda MODATEX Lisboa) com a sua coleção “IMPERFECT procura responder às questões O QUE DISTINGUE O PERFEITO DO IMPERFEITO? SERÁ QUE HÁ PERFEIÇÃO ATÉ NO QUE ESTÁ IMPERFEITO? através de técnicas mais experimentais que permitam a valorização da perfeição no rudimentar. É uma coleção que se foca no processo que conduz a um resultado final. Exploram-se as sensações encontradas no toque texturado das matérias-primas, enfatizadas por uma paleta monocromática, muda e silenciosa.

 

 

 

"/> "/> "/> "/> "/>